Agenda Bahia põe em pauta a SUSTENTABILIDADE da Bahia

Postado por Meio Ambiente e Cidadania 11 de nov de 2010

 

Realizado pela Rede Bahia e tendo como maiores patrocinadores a Petrobras e a Braskem, o primeiro tema discutido pela Agenda Bahia na data 11/11/2010, foi a sustentabilidade do estado da Bahia na década que virá. Autoridades, especialistas, dirigentes de grandes empresas e a imprensa formou o público deste evento e o “Meio Ambiente e Cidadania” também estava lá.

O evento teve como palestrante o Dr. José de Freitas Mascarenhas (Presidente da FIEB- Federação das Indústrias do Estado da Bahia e vice-presidente da CNI- Confederação Nacional das Industrias), onde ministrou o tema “Inovação e crescimento sustentável: o desafio da competitividade”. Entre outras informações, o Dr. Mascarenhas apresentou informações, fazendo uma comparação do estado da Bahia com o resto do Brasil.

Foi comentado que a Bahia encontra-se com o 1º PIB do Nordeste e o 6º do País, onde o setor industrial representa 28% deste PIB, mas só 0,6% dos baianos passaram pela universidade, o que mostra que para a Bahia ser mais competitiva deve iniciar a sua mudança pela EDUCAÇÃO.

Ainda pela manhã o presidente da Associação Brasileira dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e Consumidores Livres (Abrace), Paulo Pedrosa, ministrou o tema “Desafios do Brasil na oferta competitiva e sustentável de energia”.

Na primeira parte da tarde, o presidente da Fundação Odebrecht, Mauricio Medeiros, apresentou a aplicação prática dos projetos socioambientais da Fundação Odebrecht no Baixo Sul da Bahia. Além da belíssima apresentação, o Sr. Maurio Medeiros pontuou alguns itens que devem ser lembrados: “Só somos capazes quando tornamos disponíveis o conhecimento; As informações do Processo Produtivo devem ser disponibilizadas, por meio de uma Comunicação Social qualificada e profunda; A solidariedade é a união do sentimento, consciência e convicção.”

Também durante a tarde a coordenadora do Centro Interdisciplinar de Desenvolvimento e Gestão Social da Ufba, a Srª Tânia Fischer, palestrou sobre Desenvolvimento Territorial. Foram feitas pela Srª Tânia Fischer algumas considerações como: “A pratica da educação cidadã passa pela união dos aspectos culturais, identidades e diversidades; A Gestão Territorial e a gestão artesanal são necessárias para que haja uma gestão sustentável de territórios”. Também foi citado o glorioso Rômulo Almeida o qual dizia que “O trabalho artesanal é um exercício do poder criador do homem”.

Além das palestras, o evento contou com debates e perguntas da plateia. Pela manhã o moderador foi o editor-chefe do jornal Correio, Sergio Costa.

 

clip_image002

Fonte de imagem: http://www.correio24horas.com.br

( Debate tendo como mediador o editor-chefe do jornal Correio, Sergio Costa e os debatedores o Dr. José de Freitas Mascarenhas e o Sr. Paulo Pedrosa.)

 

E pela tarde o debate contou com a presença de Asher Kiperstok, professor da Ufba- Universidade Federal da Bahia e coordenador da  Rede de Tecnologias Limpas (Teclim); Antonio Alberto Valença, secretário de Planejamento do estado da Bahia; Ana Lúcia Suzuki, presidente da Câmara de Gestão Sustentável do Conselho Empresarial Brasileiro para Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e gerente de Responsabilidade Social Corporativa da Basf, além do senador e presidente da Rede Bahia o Sr. Antônio Carlos Magalhães Junior e teve como moderador o Sr. Irundi Edelweiss, coordenador do Conselho de Meio Ambiente da Fieb.

 

clip_image004
Fonte de imagem: http://www.correio24horas.com.br

(Debate tendo como mediador o Sr. Irundi Edelweiss e os debatedores o Sr. Antônio Carlos Magalhães Junior,

a Srª Ana Lúcia Suzuki, o Sr. Asher Kiperstok e o Sr. Antonio Alberto Valença.).

 

Todas as idéias levantadas pela  Agenda Bahia serão entregues em forma de documento ao governador da Bahia e a presidenta Dilma Roussef.

 

Por: Geisa Fonseca

0 comentários

Postar um comentário

Receba Noticias

Digite seu E-mail e receba nossas atualizações:

Arquivo