Incineração os parâmetros e/ou condições de processo

Postado por Meio Ambiente e Cidadania 1 de nov de 2010

clip_image002

 

Os parâmetros e/ou condições de processo mais utilizados para controle da performance de uma unidade de incineração são os seguintes :

Redução prévia de volumes – O corte dos materiais residuais propicia a alimentação de volumes pequenos na câmara de combustão, aumentando a eficiência de destruição;

Turbulência – O nível de turbulência no interior da câmara de combustão determina a condição de mistura, o que pode favorecer a destruição térmica dos contaminantes presentes.

clip_image003

Temperatura – O nível de exposição térmica dos resíduos exerce um papel preponderante nas taxas de destruição dos componentes perigosos. Quanto maior a temperatura a que fica exposto um resíduo, maiores são as chances de sua eliminação ou transformação para formas químicas menos poluentes ou inertes;

Tempo de residência – O tempo de exposição do resíduo na câmara de combustão e no pós-queimador é fundamental para a eficácia de remoção dos constituintes perigosos. O menor tempo aceito nas legislações em todo o mundo é de dois segundos; É um parâmetro fundamental para fins de projeto, visto que as reações químicas que ocorrem em um incinerador demandam tempo para a sua conclusão.

Resfriamento controlado – O nível de resfriamento dos gases de combustão é fator determinante na pureza dos gases que são emitidos para a atmosfera. Como regra geral, maiores níveis de resfriamento conduzem a processos mais limpos, enquanto a forma como é realizado o resfriamento influencia diretamente na presença de compostos tóxicos nos gases de combustão;

Atomização/Blending – A boa atomização do resíduo leva à sua distribuição em pequenas frações dentro da câmara de combustão, facilitando o acesso dos oxidantes e melhorando a destruição dos componentes perigosos. Uma boa mistura dos resíduos alimentados (blending) propicia um controle efetivo dos PCOP’s – Principal Componente Orgânico Perigoso presentes na massa gasosa que será incinerada, além de influenciar diretamente na condição ótima econômica de operação da unidade de incineração.

 

Fonte: Apontamentos do Engº Marcelo Pestana, SENAI/CETIND 2009/10.

Autor: JRSH

0 comentários

Postar um comentário

Receba Noticias

Digite seu E-mail e receba nossas atualizações:

Arquivo