NATURAL x ARTIFICIAL

Postado por Meio Ambiente e Cidadania 17 de ago de 2011

Quando falamos em Meio Ambiente, é muito comum descrevermos áreas modificadas pela ação do homem como áreas antropizadas. Antrópico está relacionado à ação humana. Se um ambiente foi modificado pelo homem, então dizemos que ele está “antropizado”. Diferente de um ambiente que não sofreu alteração através da interferência do homem. É uma questão conceitual também quando dizemos que determinado material é “artificial” ou “sintético”.

Ora, se o homem faz parte do meio ambiente e a inteligência faz parte da natureza humana, então, por que considerar que tudo o que homem cria não é natural?

Por uma questão didática, aceitamos a conceituação. Mas é bom refletir um pouco sobre os conceitos estabelecidos. Caso contrário, corremos o risco de sermos meros repetidores de informações e colaborar para o “fundamentalismo”, defendo o que é “natural” ou o “artificial”. E isto se aplica em qualquer área do conhecimento.

Equilíbrio é a palavra de ordem. Complicado é equacioná-la.

clip_image001

Crédito da imagem: vidamaissaudavel.wordpress.com

Contribuição: Sara Ferreira Boaventura

3 comentários

  1. Luana Disse:
  2. Olá, td bem?

    Não sei se vocês sabem, mas existe um projeto de lei tramitando no Senado que precisa da ajuda de todos pra ser aprovado!
    O objetivo é exigir que as fabricantes de veículos e órgãos de licenciamento acrescentem à nota fiscal e ao Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) as informações sobre emissões, com destaque aos gases poluentes, gás carbônico e gases de efeito estufa.​
    Vamos ajudar a divulgar para que essa lei de interesse de todos os brasileiros seja aprovada!!
    Afinal temos direito de saber quanto o carro que possuimos contribui para a poluição!

     
  3. Sara Disse:
  4. Este comentário foi removido pelo autor.  
  5. Sara Disse:
  6. Olá, Luana!
    Obrigada pela sua visita e comentário!
    Seria interessante que deixasse mais informações sobre o Projeto de Lei que você se refere. Trata-se do projeto 38 de 2011, para criar emenda na Lei 8723/1993?

     

Postar um comentário

Receba Noticias

Digite seu E-mail e receba nossas atualizações:

Arquivo