clip_image001

lixo72reciclavel.blogspot.com

O manejo inadequado dos RSSs não só pode criar situações de risco, como também ameaçar a saúde da comunidade, funcionários dos estabelecimentos de saúde e de limpeza urbana, principalmente no manuseio com os perfuro-cortantes, resíduos infectantes e químicos, além dos riscos para o meio ambiente. Aliado a este problema, Salvador enfrenta hoje, a carência de áreas disponíveis para tratamento e destino final adequados. Além disso, os sistemas de coleta, tratamento e destino final dos RSSs vêm onerando os custos face ao manejo interno inadequado destes nas unidades geradoras.

A falta de conhecimento e conscientização dos geradores e da comunidade também são outros fatores preponderantes no agravo desta situação. Assim sendo, a elaboração e implantação dos PGRSS deverá resultar na minimização e organização dos resíduos na origem.

Por: JRSH

Fonte: INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE . BA

0 comentários

Postar um comentário

Receba Noticias

Digite seu E-mail e receba nossas atualizações:

Arquivo