HIGIENE OCUPACIONAL. RISCOS QUÍMICOS. CONCEITOS – AERODISPERSÓIDES

Postado por Meio Ambiente e Cidadania 7 de set de 2011

clip_image001

POEIRA

Partículas sólidas dispersas no ar por processos mecânicos

(demolições, perfurações, varrimento, esmerilhamento,

movimentação de veículos, etc.) e naturais (erupções vulcânicas, ventanias, etc).

ORIGEM E TAMANHO

ORIGEM: Solo, vegetais, produtos químicos (fertilizantes, pigmentos, agrotóxicos, medicamentos, polímeros, etc.) ou de processos industriais (mineração, fundição, metalurgia,

soldagem, siderurgia, construção civil).

TAMANHO DAS PARTÍCULAS: Os diâmetros de partículas suspensas variam entre 1.m a 100 .m, dependendo de como são originadas e lançadas no ar.

FUMOS

Partículas sólidas, produzidas por condensação de

substâncias que são sólidas em CNTP (0,001 .ma 0,5 .m).

Ex.: fumos metálicos, fumos de solda, de asfalto, etc.

NÉVOA

Partículas líquidas produzidas por ruptura mecânica de líquidos (> 0,5 .m).

Ex.: spray de desodorantes, lubrificantes (ex.: WD),

inseticidas caseiros, etc.

NEBLINA

Partículas líquidas formadas pela condensação de vapores de substâncias que são líquidas em CNTP (< 0,5 .m).

Ex.: Orvalho, neblinas ácidas e alcalinas, condensação de vapores de substâncias químicas (orgânicas e inorgânicas).

FUMAÇA

São constituídas por gases, vapores, e partículas sólidas

resultantes de combustão incompleta (<0,1 .m).

Ex.: queima de lixo, de pneus, queimadas em geral...

Por: JRSH

Fonte: Apontamentos de aula do Profº. Alex Abreu, FTC.

0 comentários

Postar um comentário

Receba Noticias

Digite seu E-mail e receba nossas atualizações:

Arquivo