clip_image002

Fonte: aratuonline.com.br

Ação recolhe materiais no circuito da folia e aumenta a renda de 300 famílias

O “ECOFOLIA SOLIDÁRIA: Trabalho decente preserva o meio ambiente”, além de contribuir para a inserção socioprodutiva dos catadores baianos, ajuda a minimizar o impacto causado pelo descarte inadequado dos resíduos sólidos produzidos nos circuitos da festa. Na edição de 2012, beneficiará quase 3 mil trabalhadores que atuam como agentes ambientais, através da coleta de materiais recicláveis.

A iniciativa, que completa nove anos de execução promove a organização da coleta, do armazenamento e da comercialização justa e solidária das latas e garrafas pets recolhidas na folia. Estima-se que 65 toneladas de lixo geradas no carnaval sejam adequadamente descartadas, diminuindo o impacto sobre o meio ambiente na capital baiana.

Durante os dias de festa, cerca de 2,8 mil catadores avulsos, que correspondem aos agentes independentes, e outros 165 membros das 15 cooperativas pertencentes ao  Complexo Cooperativo de Reciclagem da Bahia (CCRB), autor do projeto, participarão das ações.

Outras 300 famílias também são beneficiadas, através da prestação de serviços de alimentação, costura do fardamento, monitoria em informática, entre outras. Desta forma, o ECOFOLIA SOLIDÁRIA contribui para a sustentabilidade econômica e política de aproximadamente 25 associações e cooperativas que atuam na economia solidária, gerando trabalho e renda para as suas comunidades.

As latas e garrafas pets coletadas são pesadas nas centrais. O pagamento é realizado no ato da entrega dos resíduos e tem a preocupação de evitar a exploração dos catadores em função da prática de preços muito baixos e combate o trabalho infantil, já que não recebe materiais recolhidos por menores de 18 anos. 

Os catadores interessados em participar do Projeto devem se cadastrar em qualquer uma das cinco Centrais de Apoio aos Catadores de Materiais Recicláveis distribuídas pelo circuito do carnaval. Para o desenvolvimento das atividades, os catadores recebem equipamentos de segurança, fardamento, água e três refeições diárias.

O Projeto é o resultado do esforço coletivo de parceiros como a Incubadora de Empreendimentos Econômicos e Solidários - Incuba/UNEB, e o Centro de Arte e Meio Ambiente (Cama). O financiamento é garantido pelo Governo do Estado, através do programa Vida Melhor e pelo apoio de diversas secretarias (SEDES, SETRE, CAR/SEDIR, Casa Civil). Outros apoios importantes para o desenvolvimento do projeto são: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Prefeitura Municipal de Salvador através da LIMPURB, Prodeb, Petrobrás,  BRAHMA, ABRALATAS e Associação Vida Brasil.

O Ecofolia em números:

- Os catadores avulsos são oriundos de mais de 25 cidades do interior baiano, profissionais que residem em outras cidades e se instalam na capital durante o carnaval para aumentar a renda familiar.

- Em 2011 foram coletadas 63,1 toneladas de materiais.

- Mais de 245,9 toneladas de materiais foram coletados no período de 2004 -2011.

- Em 2011 foram servidas 55.587 refeições. A previsão, para 2012, é de 65.560.

- Em 2011 foram distribuídas 2.647 fardas, kits de EPI’s e protetores  auriculares. Para 2012, estima-se que sejam distribuídas 5.600 fardas, 2.800 kits de EPI’s e protetores auriculares.

Sugestão de Fontes:

- Representantes do CCRB

- Representantes da INCUBA/UNEB

- Catadores participantes

- Membros da Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade (ABRALATAS).

Por: JRSH

Colaboração: Cristiana Nery Comunicativa BA

0 comentários

Postar um comentário

Receba Noticias

Digite seu E-mail e receba nossas atualizações:

Arquivo