A ÁGUA Francisco Cândido Xavier- Cartilha da Natureza

Postado por Meio Ambiente e Cidadania 5 de mai de 2012

 

clip_image002

Água santa, benção pura

Das bênçãos celestiais,

Que o Senhor te multiplique

Os doces mananciais.

Água que lavas o corpo

De todas as criaturas,

És a fonte de bondade

Que dimana das alturas.

Sangue vivo do planeta,

Na forma que aperfeiçoa,

Nos campos do mundo inteiro

Toda a terra te abençoa.

O teu impulso amoroso

É vida, perfume, essência,

És em todos os recantos,

Mãe das forças da existência.

Por ti, há pomares fartos,

Doçuras no lar que abriga,

Ventos frescos no deserto,

Orvalho na noite amiga.

Água tranqüila e bondosa

Que acaricia o sedento,

Lavas manchas, lavas sombras,

Desde o solo ao firmamento.

Aclaras a imensidade,

Na borrasca, no escarcéu,

Circulas em toda a terra,

Depois de voltar ao céu.

Água santa, irmã da paz,

Da abundância, da limpeza,

Garantes o dom da vida

Nas luzes da Natureza.

Doce bem da Divindade

Que envolve os lares e os ninhos,

És a terna mensageira

Do amor de Deus nos caminhos.

Em todo o lugar do mundo,

Haja paz, haja discórdia,

És a benção paternal

Da Eterna Misericórdia.

 

Por: Geisa Fonseca

0 comentários

Postar um comentário

Receba Noticias

Digite seu E-mail e receba nossas atualizações:

Arquivo